Cientistas criaram um iogurte médico que muda a cor das fezes para diagnosticar tipos e intensidades das doenças. No entanto, até o momento a técnica psicodélica só consegue identificar uma bactéria, a Escherichia coli, que já está presente em grande número no nosso trato intestinal (nós liberamos, todos os dias, cerca de um trilhão delas com as fezes!), mas que, quando desregulada, pode gerar doenças, sendo a mais comum a toxicoinfecção alimentar.

A ideia é que a novidade consiga um dia detectar até câncer de colo e reto, vermes e úlceras intestinais. Imagine cada pintura abstrata que não vai sair!