sábado, 15 de outubro de 2011






Meu querido Spider depois dessa tu perdeu meu respeito.

Uma covardia aconteceu em Natal/RN na madrugada de sexta-feira, dia 30. Rhanna Umbelino Diógenes, 19 anos, foi agredida quando saía do Peppers Hall que fica localizado em Ponta Negra, Natal/RN. O acusado da agressão chama-se Rômulo Lemos(você pode encontrar a foto dele em um famoso site de fotos de Natal/RN).

Rhanna estava sentada no sofá quando Rômulo se aproximou tentando beijá-la, ela, por sua, esquivou-se. Por conta do incoveniente, Rhanna preferiu sair do sofá e se dirigiu ao balcão do barzinho do Peppers Hall quando sentiu seu braço sendo puxado por alguém, e esse alguém era Rômulo. Ele a puxou para tentar dançar com ela, mas Rhanna novamente se negou a atender seu pedido. Foi aí que ele segurou seu braço e a agrediu.

A agressão acabou em uma fratura dos dois ossos do braço(do radio e da ulna). Rhanna precisou passar por uma cirurgia que resultou em 4 placas de titanio e 16 pinosfraturado.

.
Campanha que anda circulando pelas redes sociais.

Veja abaixo o vídeo da agressão:























Qual a sua favorita...kkkkk????




Armação ou foi real mesmo?




A cara do pessoal foi bem convincente.

Trocar um belo bife acebolado por um prato de insetos não parece nada apetitoso, mas especialistas garantem que faz bem – para você e para o planeta. Segundo a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO), a inclusão de insetos na dieta, além de ser fonte rica em nutrientes, é importante ajuda no combate ao efeito estufa e mudanças climáticas.

De acordo com as pesquisas do entomologista (estudioso de insetos) Arnold Van Huis, da Universidade de Wageningen, na Holanda, as fazendas que cultivam os “bichinhos verdes” produzem uma quantidade muito menor de gases nocivos. Criações de gado, aves e porcos, por exemplo, liberam mais amônia e cerca de 300 vezes mais óxido nitroso, que agravam o efeito estufa no planeta.


Um relatório da FAO, chamado “A grande sombra do gado”, mostra o quanto a pecuária é nociva ao planeta: 65% do ácido nitroso emitido no mundo é resultado da alimentação desses animais; 37% do metano vem do sistema digestivo dos ruminantes; e excrementos e abertura de pastos são responsáveis por 18% de emissão de gases do efeito estufa na atmosfera.

Eles até podem não dar aquela água na boca, mas estudos comprovam o quão nutritivo pode ser incluir insetos na nossa dieta. Cientistas japoneses pesquisaram o bicho da seca e os cupins e descobriram que ambos são ricos em gorduras e aminoácidos. Já os gafanhotos e grilos são fontes de cálcio e podem muito bem ser substitutos do leite e fazer parte da dieta de pessoas com intolerância à lactose, por exemplo.

Insetos já fazem parte do cardápio de 80% dos países, principalmente na parte oriental do globo e nas regiões tropicais. A expectativa da FAO é que este costume se espalhe e que essa comida seja cada vez mais apreciada.

Você comeria insetos para ajudar a combater o efeito estufa?

Me deu uma fome agora...vo ali fritar uns grilinhos pra comer com molho de barata, delicía.

sexta-feira, 14 de outubro de 2011


Se eu fosse o PM corria atrás do muleque e largava a entrevista de mão kkkkk.

Veja em primeira mão:





Na foto com proteses de 3,5 litros.

A modelo brasileira Sheyla Almeida Hershey, de 32 anos, afirmou que vai trocar nesta sexta-feira (14) suas próteses de silicone atuais, de 3,5 litros em cada seio, por novas próteses de 4,5 litros, com um recurso que lhes permite crescerem ainda mais sem a necessidade de uma nova cirurgia.

Após diminuir os seios e dizer que não faria novas cirurgias plásticas, ela voltou atrás e acabou reimplantando as próteses de silicone de 3,5 litros em julho deste ano. Agora, com as próteses de polipropileno, ela diz novamente que não pretende fazer outras cirurgias depois desta, e se diz nervosa. "Medo eu tenho, não quero passar por aquele pesadelo nunca mais. Oro muito a Deus", afirmou.





Pra mim é bizarrice ao extremo, sem contar que com o passar do tempo ela deve adquirir graves problemas na coluna e correr muitos riscos, já dizia minha vó quer se aparecer pinta a bunda de vermelho e sobe num poste....kkkk

A Pepsico Brasil, fabricante dos produtos Elma Chips, divulgou uma nota comentando a informação de que uma mulher teria encontrado, no começo desta semana, um rato dentro de um pacote do salgadinho produzido pela empresa em Santa Catarina. Depois da reclamação da consumidora, moradora de Joinville, que entrou em contato com a empresa por meio do Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC) nesta terça-feira, dia 11, a Pepsico coletou uma amostra do produto Snack De Montão para averiguar se a reclamação procede e quais seriam as causas que levaram a essa contaminação.

A dona de casa Angela Maria Ziele, 45 anos, disse ter encontrado o rato morto dentro do pacote nesta segunda-feira, dia 10. De acordo com ela, seu filho de 5 anos comeu algumas unidades do salgadinho antes que ela notasse a presença do animal morto.



Angela contou que comprou o salgadinho a pedido do filho em um supermercado próximo de casa. "Ele abriu e começou a comer", contou. "Quando meu filho mais velho foi pegar, sentiu um cheiro ruim e disse que estava estragado. Falei que não era impossível, mas quando fui olhar o pacote vi manchas pretas no salgadinho. Fui mexendo e encontrei o rato dentro do pacote".

Angela imaginou que o alimento poderia estar vencido, por isso tinha cheiro ruim. De acordo com ela, a embalagem não estava violada e não tinha como o rato ter entrado no pacote. Angela se dirigiu até o estabelecimento onde comprou o salgadinho para fazer uma reclamação e foi orientada a procurar a Elma Chips.

"Liguei no 0800 e me avisaram que mandariam uma pessoa para fazer a análise", afirmou. "Vieram nesta terça-feira, tiraram foto, mas não levaram o salgadinho, nem alegaram nada. A informação que tenho é de que a Vigilância Sanitária vai recolhê-lo".

Para Angela, a maior preocupação é com o filho de 5 anos que ingeriu o alimento. Ela disse que vai levá-lo ao médico nesta quinta-feira para um check-up. "Tenho medo de leptospirose, não sei quando a doença pode se manifestar", disse. "A saúde do meu filho é o que mais me preocupa".

Em nota, a Pepsico informou que tomou conhecimento da reclamação na terça-feira, dia 11, depois de a consumidora entrar em contato com o SAC da empresa. A companhia afirmou que "aguarda concluir a avaliação da amostra do produto para poder se posicionar sobre o ocorrido".

Nossa como será que o rato foi parar dentro do saco de salgadinho, vale lembrar que não é a primeira vez que acontece incidentes estranhos com produtos da Pepsico, teve o caso do toddynho sabor diabo verde que um lote estava com detergente de limpeza misturado.

Rato assado será o novo sabor de Ruffles que estão inventando?

quinta-feira, 13 de outubro de 2011

Cães e gatos, vivos e mortos, estão a ser usados como isco para tubarões por pescadores amadores na ilha sob administração francesa de Réunion, revelaram organizações de defesa dos direitos dos animais e as autoridades locais.

A pequena ilha vulcânica localizada ao largo da costa oriental de África está repleta de cães vadios, mais de 150000, diz Reha Hutin, presidente da organização com sede em Paris Fondation 30 Millions d’Amis. Hutin enviou uma equipa de filmagens a Réunion no Verão passado, para obter provas documentais de que os animais vivos estavam a ser usados como isco para tubarões, com o objectivo de expor esta bárbara prática no programa de defesa dos direitos dos animais da organização na televisão. Não foi preciso muito tempo para que a equipa descobrisse três casos, diz ela. Um vídeo e fotografias mostram os cães com diversos anzóis profundamente presos nas patas e focinho. “Foi a partir daí que todos começaram a levar a situação a sério, percebemos que era mesmo verdade.”



Um veterinário conseguiu tratar com sucesso um dos cães, o cão de seis meses de idade com um anzol no focinho que se vê na foto acima, na SPA (Société Protectrice des Animaux) da capital de Réunion, St.-Denis.

Ao contrário da maioria dos animais usados nesta prática, o cão era o animal de estimação de alguém, revela Saliha Hadj-Djilani, repórter do programa televisivo da organização. O cão tinha, aparentemente, escapado aos seus captores e foi levado à SPA por um cidadão preocupado. Totalmente recuperado, o animal já está de regresso a casa e à companhia dos donos.

Os outros dois casos descobertos pela organização francesa eram animais vadios, que vivem agora em França com novos donos. A Fundação planeja financiar um programa de esterilização dos animais vadios da ilha para reduzir o excesso destes animais mas não será uma tarefa fácil. Hutin refere que muitos dos locais consideram os animais vadios como pestes, “a vida de um cão vadio não tem valor nenhum lá”.

Stephanie Roche da Fundação Brigitte Bardot, outro grupo de defesa dos animais com sede em Paris, confirmou que animais vivos estavam a ser usados como isco na ilha de Réunion. Mas, considera ela, não se trata de uma prática comum.

A organização Bardot tem vindo a combater esta prática desde há uma década mas esta é a primeira vez que os políticos de Réunion reagiram fortemente e com rapidez para acabar com esta prática, diz Roche. No mês passado, passou a ser ilegal aos barcos de pesca transportar cães e gatos, vivos ou mortos.

A embaixada francesa em Washington, D.C., emitiu um comunicado escrito condenando a utilização de cães como isco de tubarão, enfatizando que tais actos são ilegais e não serão tolerados em território francês. Segundo a embaixada, estes são “casos muito isolados e as autoridades da ilha estão a controlar a situação de perto”.

Cães e gatos, vivos e mortos, estão a ser usados como isco para tubarões por pescadores amadores na ilha sob administração francesa de Réunion, revelaram organizações de defesa dos direitos dos animais e as autoridades locais.

A pequena ilha vulcânica localizada ao largo da costa oriental de África está repleta de cães vadios, mais de 150000, diz Reha Hutin, presidente da organização com sede em Paris Fondation 30 Millions d’Amis. Hutin enviou uma equipa de filmagens a Réunion no Verão passado, para obter provas documentais de que os animais vivos estavam a ser usados como isco para tubarões, com o objectivo de expor esta bárbara prática no programa de defesa dos direitos dos animais da organização na televisão.

Não foi preciso muito tempo para que a equipa descobrisse três casos, diz ela. Um vídeo e fotografias mostram os cães com diversos anzóis profundamente presos nas patas e focinho. “Foi a partir daí que todos começaram a levar a situação a sério, percebemos que era mesmo verdade.”

Um veterinário conseguiu tratar com sucesso um dos cães, o cão de seis meses de idade com um anzol no focinho que se vê na foto acima, na SPA (Société Protectrice des Animaux) da capital de Réunion, St.-Denis.v Ao contrário da maioria dos animais usados nesta prática, o cão era o animal de estimação de alguém, revela Saliha Hadj-Djilani, repórter do programa televisivo da organização. O cão tinha, aparentemente, escapado aos seus captores e foi levado à SPA por um cidadão preocupado. Totalmente recuperado, o animal já está de regresso a casa e à companhia dos donos.

Os outros dois casos descobertos pela organização francesa eram animais vadios, que vivem agora em França com novos donos. A Fundação planeja financiar um programa de esterilização dos animais vadios da ilha para reduzir o excesso destes animais mas não será uma tarefa fácil. Hutin refere que muitos dos locais consideram os animais vadios como pestes, “a vida de um cão vadio não tem valor nenhum lá”. Stephanie Roche da Fundação Brigitte Bardot, outro grupo de defesa dos animais com sede em Paris, confirmou que animais vivos estavam a ser usados como isco na ilha de Réunion. Mas, considera ela, não se trata de uma prática comum.

A organização Bardot tem vindo a combater esta prática desde há uma década mas esta é a primeira vez que os políticos de Réunion reagiram fortemente e com rapidez para acabar com esta prática, diz Roche. No mês passado, passou a ser ilegal aos barcos de pesca transportar cães e gatos, vivos ou mortos.

A embaixada francesa em Washington, D.C., emitiu um comunicado escrito condenando a utilização de cães como isco de tubarão, enfatizando que tais actos são ilegais e não serão tolerados em território francês. Segundo a embaixada, estes são “casos muito isolados e as autoridades da ilha estão a controlar a situação de perto”.

No início deste mês realizou-se o primeiro processo em que um pescador foi acusado de usar cães vivos como isco. As autoridades descobriram um cachorro com sete meses de idade na propriedade de John Claude Clain em Julho, já com três anzóis espetados nas patas e focinho.

Clain, um entregador de pão com 51 anos, foi considerado culpado de crueldade contra os animais e multado em €5000, relata o jornal local Clicanoo. No entanto, o pescador amador alega que não usou o cachorro como isco mas que o animal se tinha enredado numa armadilha para protecção da capoeira.

O caso de Clain não é único, diz Fabienne Jouve da GRAAL (Groupement de Réflexion et d’Action pour l’Animal), uma organização de defesa dos direitos dos animais com base em Charenton-le-Pont, França. “Ultimamente, quase todas as semanas, temos encontrado cães com anzóis na ilha, para não falar de gatos encontrados nas praias e parcialmente devorados por tubarões.” Uma vez que os pescadores capturem os animais, colocam-lhes imediatamente anzóis, “ou pelo menos no dia anterior, para que sangrem o suficiente”. Alguns escapam antes de serem atirados ao mar, outros não têm essa sorte.

pós os anzóis serem colocados nas patas e/ou focinhos, os animais são atados a tubos infláveis com linha de pesca e largados no mar, relata o Clicanoo. Para evitar a detecção, os pescadores colocam o isco no meio da noite e regressam de manhã para verificar se capturaram algum tubarão. “Este tipo de prática bárbara não tem qualquer tipo de desculpa em pleno século XXI”, diz Jouve. A organização americana Sea Shepherd Conservation Society de Friday Harbor, no estado de Washington, está a oferecer uma recompensa de U.S. $1000 aos agentes da polícia de Réunion que prenda pessoas que utilizem cães e gatos como isco para tubarões.

Tanto a Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals do Reino Unido, como a Fondation 30 Millions d’Amis estão a apelar aos amigos dos animais que assinem uma petição exigindo ao governo francês a implementação de medidas legais contra a utilização de cães e gatos vivos como isco de tubarões.

Este tipo de prática bárbara não tem qualquer tipo de desculpa em pleno século XXI’, diz Jouve. A organização americanaSea Shepherd Conservation Society de FridayHarbor, no estado de Washington, está a oferecer uma recompensa de U.S. $1000 aos agentes da polícia de Réunion que prenda pessoas que utilizem cães e gatos como isco para tubarões.

Os boatos que rolam por aí é que Rafinha Bastos teria pedido demissão de acordo com fontes confiáveis o mesmo teria sido obrigado a pedir demissão. Na minha opinião com toda essa polêmica sobre Wanessa Camargo e seu bebê, ele está em evidência e não faltaram emissoras querendo contrata-lo para ter inclusive um programa só dele.



Fica aqui minha homenagem com as frases mais polêmicas dito por nosso querido Rafinha.

Religião
- “Impressionante o número de pessoas que querem que eu morra quando falo de religião. Deus abençoe vocês”
- “Tem mais igreja evangélica do que água nesse país”
Homofobia
- “Tô sendo processado por homofobia. Atenção homens com quem transei: Preciso que testemunhem a meu favor”
Outras declarações
- “Perca peso… chegou: LEPRA” – o termo entro na lista dos Trending Topics mundial
- “Toda mulher que eu vejo na rua reclamando que foi estuprada é feia pra c… Tá reclamando do quê? Deveria dar graças a Deus”
- “Ae órfãos! Dia triste hoje, hein?”, mensagem publicada no Dia das Mães
Famosos
- “A mina ficou famosa porque cantou com o Roberto Carlos. Se tivesse feito um boq…, tava em Hollywood” – sobre a cantora Paula Fernandes
- “Diogo Nogueira é um mix de Justin Timberlake e Elymar Santos”
- “Sandy, é possível ter prazer na rodinha? RT @sandyleah: Festinha c/ direito a rodinha se samba”
- “Mano, a Mara Maravilha tá parecendo o Seu Milton, o zelador do meu prédio”
- “Com o pescoço da Luiza Brunet, eu chegava a 2m20cm fácil”
- “O Amaury Jr. tem o incrível poder de transformar festas em shows de bizarrices. Involuntariamente”
- “O Ronaldo dizer deixa o futebol é tipo aqueles caras que falam que deram o fora numa mina que tá em outra há anos”
- “Um dia a Christiane Pelajo vai morrer sufocada pelos próprios peitos. Ao vivo. E serei testemunha”
- “Se sou eu com a testa do Santoro, neguinho zoava fácil” – sobre o ator Rodrigo Santoro
- “É Fiuk… teve um dia que homem de verdade usava bigode”
- “Ô Ana Hickmann, desce das pernas-de-pau que fica mais fácil sambar” – sobre o episódio em que a Ana Hickmann se machucou durante o Carnaval carioca
- “Toda passista da ala das baianas de longe parece o Milton Nascimento”
- “Esperança, a gente se vê por aqui. RT @PretaMaria: Vou encarar o dia, nutricionista, almoço, pilates, unha e cabelo” – após replicar uma mensagem postada por Preta Gil





Seria o cover do Justin Biba ou cover de um boneco de Olinda?


Além desse cosplay ser um cospodre, que performance invejável, esse rapaz tem minha admiração.

A artista performática Marni Kotak vai ter um bebê. E pretende transformar esse momento em mais uma de suas obras. A mulher planeja dar à luz publicamente em uma galeria. Com a apresentação – intitulada “The Birth of Baby X” (O Nascimento do Bebê X) – Marni quer mostrar à platéia que a vida humana é o trabalho mais profundo da arte.

O parto é aguardado para algum momento nas próximas cinco semanas. O público que visita a galeria é avisado sobre a possibilidade de o bebê chegar a qualquer momento.

A grávida conta com apoio do marido e assistência de uma parteira. Conforme o “OddityCentral“, a mulher diz não estar mais nervosa do que se esperasse a criança em casa ou em um hospital.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011





Eu como sempre torço pro touro, achei muito bem feito.


terça-feira, 11 de outubro de 2011


A Pergunta que não quer calar....


Pra onde a porra do negão tá olhando

Conheçam as Candidatas que concorrem a Bumbum mais bonito do Brasil

Ana Paula Minerato - São Paulo
Andressa Urach - Rio Grande do Sul
Babi Muniz - Roraima


Camila da Silva - Tocantins
Carla Crhistina - Amazonas
Carolina Sica - Pernambuco
Eliana Paskin - Pará
Elizangela dos Santos - Amapá
Fabiola Oliveira - Sergipe
Fabiola Grochoski -Santa Catarina
Fabíola Silva - Rondônia
Gabriela Levinnt - Paraná
Graciella Carvalho -Maranhão
Jessica Lopes - Paraiba
Juliana Souza - Alagoas
Karina Santos - Minas Gerais
Lucilene Caetano - Goiás
Mariana Freitas - Acre
Munissa Cordaro - Rio Grande do Norte
Nueli Alves - Rio de Janeiro
Patrícia Sarquis - Mato Grosso
Priscilla Santana - Bahia
Renata Monteiro - Piauí
Rosana Ferreira - Ceará
Tatiane Ferreira - Espírito Santo
Thalita Becker - Mato Grosso do Sul


Qual sua favorita?difícil apontar uma quando tem tantas bonitas...
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Total de Visitantes

Ocorreu um erro neste gadget

Sessões

Postagens populares

Arquivo

Agregadores